“Temos que nos preparar para os tempos do fim”, alerta pastor

á nos anos 80, Humberto Schimitt Vieira ganhava notoriedade no meio evangélico pentecostal como um jovem pregador.

Com 13 anos, recebeu o batismo com o Espírito Santo. Um ano depois, em 1980, foi batizado nas águas. Aos 15 anos, passou a ser auxiliar na Assembleia de Deus.

Aos 18 anos, Humberto Schimitt Vieira já era presbítero, e com 21 anos foi ordenado a evangelista, pastoreando uma igreja local, no Rio Grande do Sul.

Aos 19 anos, começa a advogar, na condição de estagiário, graduando-se em Direito pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul aos 20 anos de idade.

No ano de 1989, casou-se com Ana Elisabeth da Silva Schimitt Vieira.Em 1994, veio a ser ordenado pastor, aos 28 anos de idade.

Ainda nos anos 90, o pastor Humberto Schimitt Vieira fundou a Associação Missionária e Evangelística Heróis da Fé, mais precisamente em 04 de dezembro de 1991, com o objetivo único de cumprir o Ide de Jesus.

Devido ao seu trabalho missionário e evangelístico, passou a ser conhecido nacionalmente, bem como em diversos países do mundo.

O trabalho realizado pelo pastor passou a ser uma fonte de inspiração para jovens que sonhavam em fazer a obra de Deus, anunciando o Evangelho.

Em 2003, pediu exoneração do cargo de Diretor Geral do Tribunal Regional Federal da 4ª Região para se dedicar integralmente ao ministério de Cristo.

Atualmente, o pastor lidera a Igreja Pentecostal Assembleia de Deus – Ministério Restauração, presente em 17 países do mundo, sendo eles: Brasil, Argentina, Uruguai, Paraguai, Peru, Porto Rico, Estados Unidos, Portugal, Itália, Alemanha, Índia, Nepal, Moçambique, Zâmbia, Lesoto, e em processo de formação e regularização, Malawi, Inglaterra e Togo.

De acordo com a Escatologia Bíblica, o mundo está vivendo os últimos dias?

Os sinais demonstram que estamos caminhando para o fim do tempo da igreja na Terra. O arrebatamento está próximo.

Há quatro grandes termômetros para isso:

  1. A apostasia: a igreja evangélica tem apostatado da fé, em especial no que tange à santidade. A amizade e o amor ao mundo por parte dos crentes têm manchado as vestes da igreja visível. Ora, a igreja invisível que vai subir tem suas vestes incontaminadas; ela é sem ruga e sem mácula. Logo, o que estamos vendo nos dias atuais é a manifestação da igreja de Laodicéia, uma igreja morna, que nem é totalmente do mundo e nem totalmente de Deus. É a igreja apóstata, que será vomitada por Cristo no dia da Sua vinda;
  2. Israel: o reaparecimento de Israel e a opressão sobre a nação física escolhida indica o recolhimento da nação espiritual comprada pelo sangue do Cordeiro;
  3. Natureza: a natureza está colapsando. Nesse ano de 2021, a par da pandemia da COVID-19, estamos vendo um recrudescimento impressionante da atividade vulcânica;
  4. Preparação para o anticristo: a geopolítica, o chamado “novo humanismo”, o globalismo, tudo indica a preparação do mundo para o reinado do anticristo. A pandemia serviu para o povo aceitar passivamente a perda de garantias individuais; a liberdade de culto tem sido violada no Ocidente democrático como nunca antes desde o início da Idade Contemporânea; candidatos com viés de uma esquerda autoritária estão chegando ao poder em importantes nações; a aceitação do homossexualismo como algo desejável também faz sentido frente a Dn 11.37; o mundo está preparando-se velozmente para um governo com o controle total. Por esses e outros sinais, entendo que a vinda de Jesus para arrebatar a sua igreja esteja muito próxima.


Categoria:Geral