Depressão aumenta 34% e atinge 16,3 milhões de brasileiros, diz IBGE

Segundo a Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), 16,3 milhões de pessoas com mais de 18 anos sofrem de depressão, e diagnóstico de pessoas com a doença no Brasil subiu 34,2% em seis anos, os dados fazem parte do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Em um levantamento feito em 2013, foi constatado que era 7,6% de pessoas com a doença, denotando cerca de 11,2 milhões de pessoas, um adicional de 5,1 milhões de casos para o período.

Os casos de depressão de maior prevalência são nas regiões urbanas, com 10,7%, enquanto nas áreas rurais apresentam 7,6% de casos.

Os maiores estados com incidências de adultos com o diagnóstico confirmado de depressão são Sul, com 15,2%, em seguida o Sudeste, com 11,5%. A Região Centro-Oeste apresenta 10,4%, enquanto Nordeste e Norte apresentam 6,9% e 5%, respectivamente.

A doença afeta mais as mulheres do que os homens

As mulheres são as que mais sofrem com depressão, sendo cerca de 14,7% em comparação com 5,1% dos homens. Os idosos entre 60 e 64 anos também apresentam um índice grande para a sua faixa etária, com cerca de 13,2%.

Mais da metade dos 52% de brasileiros que afirmaram ter diagnóstico de depressão não faziam uso de medicação, apenas 18,9% fazem psicoterapia.

O estudo também mostrou que a iniciativa privada é onde concentra a maior porcentagem de atendimentos, sendo cerca de 47,4%, e 52,8% receberam assistência medica para depressão até um ano antes a data da pesquisa.

As unidades básicas de saúde apresentam o atendimento de 29,7% aos casos, em sequência os centros de especialidades, policlínicas públicas, ambulatórios ou hospitais públicos denotam um total de 13,7% nos atendimentos dos casos de

Categoria:Geral

Deixe seu Comentário