O QUE ESPERAR DA ECONOMIA DO BRASIL PARA OS PRÓXIMOS ANOS?

Mercado de trabalho: olhar otimista só se concretizará se houver avanços do governo

Como a expectativa é de crescimento econômico, o mercado de trabalho, apesar da grande quantidade de desempregados, deverá ser impactado positivamente em 2019. Dessa forma, as áreas administrativas, comerciais e de engenharia deverão apresentar um crescimento maior que as demais nos próximos dois anos. 

Porém, para que estas previsões se concretizem, o governo precisa aprovar as reformas na área fiscal, principalmente da Previdência Social, e outros ajustes que criem um ambiente mais propício para uma redução mais acentuada da taxa SELIC e um crescimento econômico mais robusto.

Por outro lado, caso estas medidas não sejam aprovadas, a situação da economia brasileira tende a piorar significativamente. Isto porque, como existe um teto máximo de gastos, o governo terá cortes em áreas essenciais - como saúde, educação, segurança, entre outras - para manter os gastos dentro deste teto. Somente para termos uma ideia do tamanho do rombo das contas Públicas, o governo espera que o déficit da previdência, somente neste ano, atinja a cifra de R$ 305 bilhões.

Questões globais são de extrema importância

No lado externo a preocupação é com a possível elevação mais acentuada da taxa de juros nos Estados Unidos, que poderá ocorrer neste ano pelo FED, Banco Central Americano. Isto porque a economia americana está crescendo mais fortemente, fato que poderá gerar uma pressão inflacionária maior.

Caso ocorra mesmo uma elevação mais significativa da taxa de juros, o capital poderá se deslocar principalmente dos países emergentes para os Estados Unidos em busca de uma melhor rentabilidade dos títulos públicos do governo americano. Um outro importante ponto é o possível agravamento da guerra comercial entre os Estados Unidos e a China. Estes fatores poderão agravar a situação econômica por aqui e no mundo.

Assim sendo, apesar das expectativas favoráveis para 2019, feitas pelos economistas dos principais bancos, muitas coisas ainda terão que ser resolvidas tanto internamente como externamente para que a situação econômica do Brasil melhore significativamente e de maneira sustentável nos próximos anos.

Categoria:Geral

Deixe seu Comentário