Quem tem gastrite pode comer frutas cítricas, mas 3 regrinhas devem ser seguidas

A gastrite é caracterizada pela inflamação do tecido interno que recobre o estômago e tem como principais sintomas dor, queimação e/ou pontadas na boca do estômago, enjoo e vômitos, perda de apetite e sensação de saciedade mesmo após a ingestão de pequenas quantidades de alimentos.

A doença pode surgir por variados motivos, como estresse, longos períodos em jejum e, claro, dieta inadequada. As frutas cítricas normalmente são retiradas do cardápio de quem sofre de gastrite, mas saiba que elas não precisam ser completamente evitadas se consumidas da maneira correta.

Como consumir frutas cítricas tendo gastrite

frutas citricas 0217 400x600© Maria Uspenskaya/Shutterstock frutas citricas 0217 400x600

As frutas cítricas possuem ácidos ascórbico (vitamina C) e cítrico que, combinados, fazem com que elas tenham baixo pH, ou seja, sejam ácidas. Em grandes quantidades, portanto, podem realmente piorar a queimação e a dor no estômago de quem sofre de gastrite.

No entanto, quando o quadro da doença está controlado, elas não precisam ser banidas, especialmente se algumas medidas simples forem adotadas. Conheça truques de como consumir frutas cítricas sem sofrer com os efeitos da gastrite:

dor barriga gastrite© 9nong/Shutterstock dor barriga gastrite

Adicione um pouco de açúcar em sucos de frutas cítricas. Com moderação, o alimento ajuda a combater a acidez excessiva.

Deixe para comer frutas cítricas depois das refeições. Com o estômago cheio, as substâncias ácidas têm menos contado com as mucosas do órgão, evitando os sintomas da gastrite.

Consuma frutas cítricas até três horas antes de ir para a cama, no máximo. Isso porque o suco gástrico sobe com mais facilidade pelo esôfago quando estamos deitados, o que aumentam as chances de queimação e refluxo.

Categoria:Geral

Deixe seu Comentário